sexta-feira, 6 de maio de 2011

Os Répteis







Os Répteis
Existem 8.000 espécies de répteis no mundo. Da África a oceania, possui colorações e formas diferentes, todos que chamam a atenção de diversas pessoas, seja daquelas que parecem terem saido de um filme de ficção científica, ou aquele ser engraçado e curioso, com sua origem que intriga bastante pessoas, os répteis é uma das classificações do reino dos vertebrados que ainda é prestigiada por bastante pessoas. Lacertílios, ofídios quelônios, crocodilianos, rhynconcephalia, cinco espécies de répteis, ambos escamosos e de sangue frio, a vida de um reptil não é fácil. são todos ovipáros, uma triste realidade aos quelônios. Todas as tartarugas são marinhas, para os que não sabem e sempre, elas saem do mar e colocam seus ovos na praia, cavando com suas nadadeiras achatadas e pondo seus ovos bem no fundo a salvo de predadores. Mas nem sempre isso dá certo, pois alguns animais estão a vista olhando o local em que a fêmea vai por seus ovos, depois é só cavar. As vezes o fim é triste a propria tartaruga. Alguns predadores apreciam sua carne, ou ficam muito expostos as mãos de caçadores que querem o seu casco. Os ofídios são cobras e serpentes, animais sem pernas que se locomovem deslizando sobre a terra. Pode até parecer, mas sua pele não é úmida, e sim seca. As pessoas tem medo justamente por que são venenosas ou interpretaram um papel ruim na bíblia, mas não se deve ter preconceito com estes animais majestosos. Por deslizarem, elas podem parecer lentas e se conseguir correr fica a salvo dela. Mas a índicios de algumas cobras que alcançaram 22 km/h! lacertilios são lagartos. A cobra de duas cabeças e a cobra de vidro entra nesse grupo, pois, mesmo parecendo ser pertencente do grupo de ofídios, não é. O dragão de komodo é o maior lagarto do mundo com 3 metros de comprimento, é carnivoro, e possui veneno na sua mordida. Os lagartos e lagartixas que você ver em casa também é pertencente a este grupo. rhynconcephalia é o grupo que desperta mais curiosidade, o unico animal pertencente ao grupo é o tuatara, mas, afinal, porque é que separaram este animal do resto dos lacertílios? a resposta está no seu cranio: era diferente de todos os outros! parecia um cranio de dinossauro, mas ele não é nenhum dinossauro apesar de ter vivido junto deles. Os crocodilianos são crocodilos, jacarés e aligators. são conhecidos como animais saguinarios e que não perdoam nenhum ser humano. Apesar de ter bastante relatos sobre esses animais matando pessoas (alguns relatos exagerados demais) Embora uma verdade seja dita: existe sim algumas espécies de crcodilos que comem seres humanos para se alimentar mesmo, é a unica espécie de animal que faz isso. Isso não significa que você deve sair matando todos os crocodilos do mundo, afinal, são animais protegidos por lei e que devem ser conservados. Agora que você já viu um resumo de todas as subespécies do grupo de répteis, vamos conhecer os répteis e suas origens



A origem dos répteis
Os répteis surgiram no périodo carbónifero a 300 M.A (milhões de anos). Foi o maior avanço que a vida na Terra pode ter, os répteis dariam futuramente origem aos mámiferos já no triassico, e as aves no périodo jurássico ( sim! os mámiferos vieram primeiro que as aves! mas só para alguns cientistas...). mas quem acha que sua origem foi o maior sucesso? se você pensou que foi, errou. Vamos ao ínicio dessa história toda. Para isso, temos que sair do carbónifero e ir dar umas voltas no périodo devoniano. Nessa epóca os anfibios dominavam a terra junto com os artropodes. Os anfibios apesar de conseguirem viver em terra, eles tinham que se permanecer constantemente umidos, ou seja, vivia na água uma grande parte da vida. E a água para os anfibios significava perigo. eram horas tensas enquanto os anfibios estavam dentro da água. Apesar da maioria dos grandes peixes viverem em alto mar como o dukleosteus, alguns peixes grandes viviam em água doce, onde ficavam os anfibios. Tubarões também já habitavam a água. O que fazia da água um lugar perigoso para se viver. Outro problema os rondava: os filhotes. os filhotes necessitavam viver na água, e seus ovos não aguentariam também ficar em terra seca sob o sol escaldante, os seus filhotes morreriam. pele, ovos, filhotes. Como tudo isso veio a se tornar preocupações esquecidas aos répteis? a seleção natural se encarrega desse problema. Sua pele criou escamas que retem a umidade e eles não precisam se tornar prisioneiros da água. Seus filhotes que já nascem em um ovo envolto com uma casca dura que retem a umidade dentro do ovo, e, os filhotes já nasciam completamente desenvolvidos e independentes. mas isso não os tornou reis do mundo ainda. Era périodo carbónifero: périodo dos insetos! Os insetos se tornaram gigantes nesse periodo. Por que? porque o mundo estava coberto pela vegetação, mas somente as briofitas e pteridófitas, que, aliás, as pteridofitas da epóca mediam 50 metros de altura. Retirando a alta quantidade de gás carbônico da atmosfera e preenchendo-a com 0xigenio, permitindo que os instos crescessem a ponto de se tornarem gigantes. Mas com um resfriamento global, eliminou grande parte da vida, destruindo as florestas e permitindo que os répteis se ploriferassem, e se tornassem maiores e mais fortes. dominando o planeta. Na Alemanha, sítios paleontologicos mostraram a riqueza de répteis que era o local a milhões de anos, edaphossauros, dimetrodontes, eudibamus e outros animais; e então, no final do permiano a 260 M.A surgiram os primeiro répteis mamaliformes, mas aí já estamos entrando na história dos mamiferos, e não vamos meter o dedo aí. Então continuando, os répteis estavão indo bem de vida, até que aconteceu uma trágedia: Extensas erupções de lavas basálticas deram ínicio a extinção permo-triassica, essas erupções aconteceram na sibéria, No centro da pangéia, um super continenete, havia um imenso deserto. Por sorte, alguns répteis sobreviveram nos litorais onde o clima era tropical e favorecia o répteis. Na Antartica, por exemplo ( Você leu certo! Antartica!) o clima era tropical e realmente, muitas espécies sobreviverão a extinção. É como se fosse o oasis da vida. E lá surgiu o parente dos dinossauros: o euparkeria, que corria tanto em duas patas quanto em quatro, o que o favorecia na hora da caça. Os primeiros répteis marinhos surgiram: tanystropheus e cereiosaurus, que não eram dinossauros. O cereiosaurus tinha três metros de comprimento e era um dos maiores répteis da epóca. Surgiram répteis planadores como o longisquama. Demorou mas chegou, o auge dos répteis: o jurássico. O jurássico introduziu muitas espécies de répteis e principalmente os dinossauros. Brachiossauros, alossauros, estegossauros, kentrossauros, todos do périodo mais magnifico da Terra, o jurássico. Tava tudo muito bonito, muito legal para os répteis. Eles haviam se espalhado por todos os continentes e se tornaram os maiores e mais ferozes animais que já pisaram na Terra. Mas aí o cretaceo chegou, e no final do periodo os continentes estavam assumindo suas formas modernas, o que envenenava o ar com os gases liberados por vulcões, que alterava o clima o tornando seco, e matando muitas espécies de dinossauros. Mesmo com os famosos tyranossauros de 12 metros de comprimento, não deu pra impedir a tragedia. Os coitados dos dinossauros não podiam fazer nada, mas a 65 milhões de anos atras um meteoro de 10 km de comprimento se colidiu com a Terra, com o choque equivalente a 10 bilhõe de bombas de Hiroshima, criando uma nuvem de detritos que matou todos os dinossauros. Foi um fim trágico a estas magnificas criaturas, mas tem seus parentes vivos hoje ainda, as aves, elas vieram de dinossauros com penas como os famosos velociraptors. Por isso, não fique triste, pois quando olhar aquele passaro em sua gaiola ou no jardim, lembre-se que ele pode ter sido um parente dos animais mais temidos da Terra: Dinossauros.

Lista de como a extinção KT atingiu as espécies atuais de répteis vivos.
Jabutis e tartarugas: 27% foi extinta
Lagartos e cobras: 6% foi extinta
Crocodilos: 36% foi extinta

Reprodução
Agora que você já viu sobre a história sofrida dos répteis, vamos aprender um pouco mais sobre a sua reprodução. Os répteis não dependem da água para a reprodução, a fecundação nesse grupo é interna , Lacertílios, brigam muitas vezes pela femea, e alguns desses confrontos são brutais, que levam até a morte, como dragões de komodo. Outras espécies como as cobras escolhem seus machos, escolhendo aquele que vai ter os melhores genes a serem passados para o seu filhote. O macho inocula inocula o esperma na cloaca da femea, quando esta experiencia ocorre juntando as duas cloacas, denomina-se o beijo clocal.Os lagartos e as serpentes possuem penis duplo-o orgão copulador se forma uma estrutura bifurcada chamada hemipênis. Crocodilos e tartarugas tem uma estrutura unica. Boa parte dos repteis é ovipara, ou seja, deposita ovos para o desenvolvimento fora do corpo, mas existem viviparas, na qual as femeas dão luz a filhotes muito parecidos com os adultos. O periodo de incubação varia de algumas semanas a alguns meses. Já acasalado, a femea procura um local para enterrar seus ovos. As femeas depois que coloca os ovos, os abandona a seu proprio destino enterrados na areia. mas, algumas vezes, animais espertos conseguem achar o ninho e comem os ovos, e quando não come todos, os deixa espostos aos olhos de outros predadores famintos. Pode parecer sacanagem, mas assim que a natureza atua. O ovo, apesar da casca que o protege, é capaz de realizar trocas gasosas com o meio. Isso é possivel porque, na casca, existem muitos poros pequenos, mas o suficiente para permitir trocas com o meio externo. Podemos dizer que o animal se alimenta da gema. Ao contrario dos anfibios, os répteis já nascem desenvolvidos e não passa por fases, acompanhe abaixo a dificil vida de um réptil.
Modo de vida
A maioria dos répteis quando nascem, eles não se deparam com mãe nenhuma. A maioria das mães de répteis, exto os crocodilianos não cuidam de seus filhotes, e eles sabem, por instinto, que vão ter que se virar sozinhos na vida. Institivamente, os filhotes já sabem técnicas de sobrevivência contra os predadores que o cercam. Se rolar em fezes, correr ou se fingir de morto ou subir em árvores são umas dessas táticas. O que os répteis mais fazem quando acordam em um dia é se aquecer no sol. Quem aqui já não viu um lagarto fazer isso? é por conta dele possuir sangue frio, e necessita disso. Logo após de se aquecer, ele prepara para caçar. a maioria dos répteis levam uma vida sólitaria, como lagartos, cobras, tartarugas, tuataras, os crocodilos, alguns, vivem em grupos, mas a jacares que vivem sozinhos. Tomando conta de sua propria vida, um lagarto vai caçar um inseto, um gafanhoto proximo a ele. ele se move lentamente e atentamente até dar o bote. Mas a preocupação de um lagarto não é só estar caçando, mas ficar atento para não ser caçado. Cobras são predadores de lagartos. E alguns sabem se defender, alguns se fingem de mortos para o predador não come-los, outros atacam agressivamente a cobra, espantando ela. Outros lagartos possuem defesas embutidas em seu corpo, espinhos em todo o corpo só torna lagarto indefeso na barriga, onde não a nenhum espinho. Outros possuem defesas inusitadas como jorrar sangue a jato de seus olhos, nos olhos de outro predador. Não são só lagartos, tartarugas tem uma armadura que lhe garante estar a salvo de qualquer predador, e crocodilos além de já ter dentes afiados e uma boca destrutiva com uma mordida fatal, ainda tem uma armadura em volta de seu corpo. Já as cobras tem seu veneno. mas e aquelas que não tem nenhuma defesa. Já parte para o mimetismo, a arte da seleção natural. O mimetismo é aquela espécie que imita um outro animal venenoso ou mortifero para se dar bem, um exemplo é a cobra coral falsa e a cobra coral verdadeira. Muitos já devem ter se enganado com essas espécies, e que tal uma cobra que imita lagarto? a parte traseira do lagarto se parece com a dianteira de uma cobra, que aparece no livro o maior espetáculo da Terra de Richard Dawkins. A verdade é que a vida de um réptil não é fácil, a sua luta constante contra os elementos da natureza os leva a quebrar barreiras que a seleção natural e a evolução os coloca na frente do mágnifico grupo chamado répteis.
Alimentação
A alimentação dos répteis é bastante distinta. Existe aqueles que comem plantas (herbivoros) e os que comem carne ( carnivoros, mas disso todo mundo já sabe...). Os répteis possuem mandibulas mais poderosas que as dos anfibios. Tal caracteristica deve ser favorecidoprimeiros répteis na captura de suas presas Desde que eu comecei a estudar o fascinante mundo dos animais, vejo pessoas trememdo de medo quando falo de jiboia ( ou anaconda). A anaconda também gosta de ser temida. ela vive em pantanos, debaixo da água, e aguenta ficar lá embaixo por bastante tempo. Quando a sua presa passa por perto, pobre do animal, pois a anaconda se atira em cima do animal, como, por exemplo, uma capivara ou onça, ambos mamiferos, e os esmaga, ela se enrola totalmente, como se ela não tivesse coluna vertebral, e quando sente que seu coração parou e o animal não respira mais, ela alarga sua boca, e faz um grande esforço para engolir. Quando a jiboia finalmente consegue engolir, ela pode ficar um longo tempo sem se alimentar, algumas passam até um ano. mas só com refeições grandes, como uma capivara, o maior roedor do mundo. Esse tipo de cobra se chama cobra constritora. Quando já esta na barriga do animal, se ameaçada, a jiboia pode vomitar o animal inteiro para conseguir escapar. Isso mesmo! outros animais são os mais aterrorizantes do mundo justamente por causa de sua alimentação. Crocodilos do nilo são gigantes, e na África eles fazem um enorme banquete quando os gnus atravessão seu rio. A tariva deles é segurar o animal pela boca, e o levar ao fundo do rio para morrer afogado e só depois que vai se alimentar. Outras história sobre crocodilianos parecem ser demasiadas demais para serem verdade: Dizem que durante a 2ª guerra mundial em 1945, terem vistos crocodilos de estuário matando 500 soldados japoneses, que tentavam escapar da ilha pantanosa próxima a Mianmar. Em questão de alimento, os quelônios (tartarugas, jabutis, e cágados) pode parecer os menos violentos e os mais pácificos. Mas a tartaruga mordedora na América central, México e Colombia são uma excessão; elas vivem em lagos, e são predadores, e é chamado assim, porque tudo o que la ver na superficie ela morde, até mesmo seu dedo. Vamos tomar como exemplo um frango d'água, pacificamente o animal está na superficie, quando a tartaruga mordedora de forma repentina e assustadora sai do esconderijo e morde a pata da ave que tenta voar mas a tartaruga mordedora prende ela com sua mandibula e já começa a despedaça-la dentro d'água. Achou que a tartaruga ia só afugentar o animal? pensou errado. Mas as presas tem os seus meios de se sair bem como o basilisco. ele, quando ver um predador, ele pula na água e corre sobre a água. pois é. no resto do caminho ele vai nadando. São incriveis os meios da seleção natural aperfeiçoar a batalha entre presas e predadores, e que continue sendo assim, para continuarmos nos fascinando com o mundo dos répteis.

Anatomia
Quando os répteis finalmente se tornaram livres e sairam da água, tiveram que fazer algumas adaptações. Esta parte vai falar da anatomia dos répteis.
  • o sistema digestorio dos répteis termina em uma cloaca, uma estrutura comum ao sitema digestório, excretor e reprodutor, como expliquei na pate que fala de reprodução.
  • O coração possui dois átrios (cavidade no coração) e um venticulo, sendo este dividido parcialmente. Assim, há misturade sangue venoso e arterial, sendo a circulação do sangue no coração semelhante ao dos anfibios.
  • os crocodilianos são uma excessão a regra. Eles possuem um coração com quatro cavidades, ou seja, o ventrículo encontra-se totamente dvidido em dois. Assim então, o sangue venoso e o sangue arterial não se misturam ao passar pelo ventrículo.
  • Os répteis, assim como peixes e anfibios, são pecílotermicos (animais de sangue frio).
  • A respiração dos répteis é pulmonar
  • Os répteis costumam se expor ao sol e ficar sobre as rochas para aquecer seus corpos. Quando atingem o nível de aquecimento ideal, procuram uma sombra ou retornam a água (quem nunca viu um lagarto fazer isso de manhã)
  • a pele dos répteis, ipermeabilizada como é, não permite trocas gasosas atráves dela. Mas isso não é nenhum problema aos répteis pois, a evolução os forneceu pulmões muito mais desenvolvidos do que o dos anfibios.
  • Os pulmões dos répteis possuem dobras internas que aumentam a superficie de contato com o ar.
  • A circulação do sangue nos répteis é semelhantea dos anfibios: o coração impulsiona o sangue para os pulmões e para o corpo.
  • os rins dos répteis utilizam menos água do que os rins dos peixes e dos anfibios para eliminar as toxinas do corpo do animal. Como contém pouca água, a urina dos répteis é pastosa. Agora você consegue identificar urina de réptil!
Agora que você tem uma bela explicação sobre a anatomia dos répteis, alimentação, reprodução, modo de vida e origem, vamos as classificações.
Crocodilia
Esta é uma pergunta ao leitor: você tem medo de jacaré, crocodilo, aligator? tem medo de que esteja passeando tranquilamente no rio amazonas e tenha alguma parte do corpo danificada ou até mutilada por um jacaré? não tenha tanto medo. este grupo, crocodilia, é um grupo de répteis muito fascinante. O grupo está aqui desde o periodo triassico e vem desafiando a imaginação de muitas pessoas pelo seu tamanho e verocidade a que ataca as indefesas presas. Mesmo que o tamanho dos crocodilianos da pré história desafiem nossa imaginação, não vou falar muito deles, e sim, dos atuais. Primeiro vamos diferenciar eles, coisa que muita gente não consegue fazer, pois algumas pessoas que veem um crocodilo grita: jacaré! ou quando vê um gavial grita também jacaré, ou vice versa. Mas na verdade existe diferença entre eles. a foto acima é um crocodilo. Os crocodilos representantes na água doce, no mar e em águas salobras; podem ser diferenciados dos jacarés e gaviais por possuirem um focinho mais estreito e pelo fato de, mesmo com a boca fechada, conseguirmos ver seus dentes superiores e inferiores, com destaque para o quarto dente inferor de cada lado. Os jacarés, famosos aqui no Brasil, vivem somente em água doce, possuem o focinho mais largo do que o dos crocodilos e quando estão de boca fechada, deixam ver seus dentes superores, raramente alguns dos inferiores, mas nunca o quarto dente inferior. E por fim o gavial, menos famosso dessa familia e o mais facil de se indentificar, são restritos aos rios da Índia e possuem um focinho bastante estreito e longo. Os crocodilos marinhos são os maiores répteis vivos na atualidade, com individuos que chegam a medir 7 metros de comprimento. No brasil existem jacarés, e a maior espécie encontrada aqui é o jacaré açu, que ocorre na região amazonica que chega a atingir cinco metros de comprimento. O corpo dos crocodilianos é coberto por escamas placas osséas, vivem boa parte de sua vida na água. O crocodilo do estuario é o um dos maiores répteis vivos na atualidade, a maioria mede 4,5 metros de comprimento, mas a outros que chegam a 7 metros de comprimento. Eles vivem na oceania, chegam até a 100 anos ealguns deles chegam a pesar 1 tonelada.
Lacertílios
Esse é um dos meus grupos de répteis favoritos, lacertílios, grupo composto por lagartos. Esse grupo é também conhecido com squamata que encobre os lacertílios e os ofídios (abaixo) são animais que possuem escamas recobrindo todo seu corpo e sofrem mudas: a parte externa da epiderme é trocada por outra nova, ou a pele dela é trocada. Mas decidi me aprofundar mais e separei o grupo squamata entre esses dois. Lacertílios são comuns por todo o mundo, conhecidos como lagartos, lagartixas, camaleões, iguanas, cobras de vidro e cobra de duas cabeças. A maioria dos lacertílios não são venenosos somente com excessão do dragão de komodo. Eles possuem dentes, e se alimentam principalmente de pequenos animais invertebrados e vertebrados. Outras espécies como iguanas, alimentan-se de plantas. Em muitos lagartos, principalmente em lagartixas, a cauda pode se desprender afim de confudir seu inimigo enquanto ele foge. a sua cauda permanece em movimento, mesmo depois de separada. Isso geralmente ocorre quando ela fica presa em algum obstaculo, mas pode correr também quando o lagarto é atacado por um predador. Nesse ultimo caso, pode atrair a atenção do pedador, o que facilita a fuga do lagarto. Logo após o lagarto ter perdido sua cauda, ela se regenera, como o braço de uma estrela do mar ou esponja é regenerado. Os lacertílios são agéis. Correm velozmente, mas se cansam depressa. Alguns no entanto são lentos e nem aparencia de lagarto tem: o caso do amphisbaenia, ou cobra de duas cabeças e a cobra de vidro. Os lagartos tem uma divesificação incrivel pelo mundo, exceto nos lugares frios, esta subespécie pode se encontrar em todo o mundo. como desertos, onde caaleões vivem. Um lugar escasso para se achar comida. E quando acha, não se pode ter o luxo de perde-la. Outros camaleões vivem em florestas tropicais como Madagascar na África. O camaleão possui uma lingua cujo em seu final a uma protuberância que não só gruda na presa, como agarra. Outros vivem em ilhas distantes, como no arquipelágo de Galapagos, pertencente ao Equador, as ilhas habitam iguanas terrestres e os marinhos, os primeiros a chagarem na ilha foram os terrestres, vindo de carona com folhas flutuantes de vegetação, que logo se adaptaram aos alimentos que vem do oceano, e se tornara marinhos, capazes de ficar uma hora submersos. Mas no jovem e famoso arquipelágo, ainda a os terrestres. No outro lado do mundo, oceania, um pequeno pedaço de terra chama ilha de komodo, habita o maior lagarto do mundo, o dragão de komodo (acima), pode pesar mais de cem quilos e alcancar três metros de comprimento. Se alimenta até de bufalos e chega a correr 15 km/h. Os jovens passam boa perte do tempo sob as árvores, já que o canibalismo entre os dragões é comum.
Ofídios
Quem já assistiu Kill Bill 2 já viu a cena: A Mamba negra, ataca um cara (que não me lembro o nome) que estava pegando o dinheiro da mala e logo após o ataque, ele cai sofrendo com muita dor e agonia. A mamba negra é conhecida como morte encarnada. É de botar medo em qualquer um as cobras, não é? pois bem, vou colocar um pouco mais de terror nessa cobra do filme: aquele era um filhote, a mamba negra é bem maior: tem 4,3 metros de comprimento e rasteja atras da presa a 20 km/h. Os ofídios pertencem ao grupo squamata ou escamados, junto com o grupo de lacertílios. Muitas cobras podem dar mordidas fatais, mas você consegue diferenciar as cobras venenosas das inofensivas: primeiro é o formato de sua cabeça, o venenoso tem a cabeça arredondada e a venenosa uma cabeça mais pontiaguada, por causa da forma que ele acumula o veneno e a forma que ele vai atacar. Tem a presa também. A das venenosas é encurvada para trás e maiores, eficiente para injeta o veneno. Todas as serpentes sã predadoras e carnivoras. As que não possuem veneno se enrolam com a presa asfixiando-a e matando. as serpentes não mastigam suas presas, elas engolem. A presa ingerida é encaminhada para o trato digestório, que também tem capacidade de se dilatar bastante. Nesse momento, a pele da serpente está distendida, e os ossos da costela estão mais afastados. As serpentes gastam muito tempo digerindo o alimento, e se incomodada, a cobra pode vomitar sua presa inteira só para se tornar mais rápida e escapar. No Brasil as serpentes venenosas mais responsáveis pela totalidade dos casos de mordida é o dos crotálineos, representados principalmente por cascavéis, jararacas e surucucus. Os crotálineos podem ser diferenciados pela cauda bem diferencida do corpo que é bem curta e afina rapidamente, escamas do corpo com nervuras e cabeça aproximadamente triangular e achatada.
rhyncocephalia
Esta espécie de répteis é a menos conhecida. A maioria das pessoas engloba esta espécie junto com os lacertílios, mas eles não são lagartos. Esta classe possue somente uma espécie que habita a Nova Zelândia, e vive aqui desde o jurássico, junto com os dinossauros, o tuatara não é um dinossauro para deixar claro. A tuatara pode viver 100 anos, e vive em tocas. Isso só foi descoberto em 1867 por Albert Grünter, um naturalista do museu britânico que percebeu que o tuatara não é um lagarto. Por que ele não pertence a subordem dos lacertílios (squamata)? Porque seu crânio é diferente. Seu crânio é radicalmente diferente dos crânios de todos os répteis. Em primeiro lugar, os dentes em forma de talhadeira, são na verdade, parte das mandíbulas. Além disso, as duas grandes fenestras (aberturas)no crânio situadas atras de cada cavidade ocular, são completamente envoltas por osso, totalmente diferente do crânio dos lagartos e tartarugas. O tuatara geralmente hidrata-se bebendo de poças de água da chuva, mas podem sobreviver meses apenas com o orvalho ou a água presente nos alimentos. Este grupo é verdadeiramente fascinante, por causa de sua aparencia com lagartos, passa despercebido aos olhos, que ele um dia já caminhou com dinossauros.
chelonia
Já perdi a conta de quantas vezes uma pessoas chegou e falou pra mim: eu tenho um tartaruga! realmente você deve achar estranho eu estar falando isso, afinal, qual o problema de ter uma tartaruga? O problema é que você não tem uma tartaruga, sinto muito desaponta-lo. Você mais provavelmente tem um jabuti. Confuso? deixa que eu explico: Os Quelônios, como eu prefiro falar, ou chelonia apareceu no triássico, a quase 200 milhões de anos atrás, e eles se dividem no grupo de jabutis, tartarugas e cagádos. jabutis, primeiramente, são exclusivamente terrestres, e se você tem um Quelônio proavelmente é um jabuti (eu mesmo já tive um) o que aparece mais vendendo, eles tem patas, uma grande carapaça encurvada, a maioria possui carapaça negro com escudos córneos com o centro amarelo ou alaranjado. Mede cerca de 51 cm de comprimento, em sua barriga os machos tem seu corpo mais encurvado e as femêas tem a barriga lisa, justamente para quando se acasalar, encaixar perfeitamente. Os cagádos são também facéis de se indentifica, possui carapaça mais achatada e você as acha em água doce, a maioria vivem em água doce, passam a maior parte do tempo na água e possuem patas adaptadas ao nado e a vida na terra. Já as tartarugas são quase todas marinhas, possuem nadadeiras (que nem podem se chama de patas) totalmente adaptada a vida aquatica, todas vivem no mar e possuem carapaça achatada. Tem até um orgão para protege-las, o projeto tamar. Os quelônios possuem placas osséas fundidas, que, formam a carapaça (Dorsal) e o plastrão (ventral). Tais estruturas são bastantes resistentes e garante proteção ao animal. Os quelônios não possuem dentes, mas possuem bico córneo que auxilia na partição de alimentos. Depois que você sabe a classificação, você deve se perguntar: e a tartaruga gigante de gálapagos então não é uma tartaruga. Realmente, não é. São jabutis gigantes de Galápagos. Depois de tudo isso, de toda essa revisão sobre répteis, espero você ter aprendido um pouquinho mais sobre répteis. Isso é só o básico sobre os répteis, para se aprofundar mais, visite nosso blog que vai ter ainda mais postagens sobre animais da classe dos répteis e seus grupos, e descubram o maravilhoso mundo dos répteis.

outros répteis:
  • fontes
  • Livros do 7º ano
  • Evolução-história da vida
  • animais incriveis
  • livro de biologia ensino médio
  • maior espetáculo da Terra
  • cobras e lagartos
  • a árvore da vida

4 comentários:

enoque gustavo disse...

muito legal este site e nota 11 adorei amo todos os tipos de animais principalmente de repteis

Pbsena disse...

Cara meus parabéns pelo teu excelente trabalho. Sua página Web despensa qualquer comentário. Seu trabalho fala por si.Tive a alegria de encontrar Blog, pesquisando sobre animais de sangue quente e frio. Pois tenho um artigo no meu site, e estou fazendo uma correcção, e precisava retirar uma dúvida. Valeu. Caso queira fazer uma parceria com link. faça contato pelo E-mail: xwnt20@gmail.com.
Meu site é: http://tifsa.com.br/

Mario disse...

Muito interessante o seu blog. Eu gostaria que você recomendar outro blog sobre animais de estimação. Eu tenho dois cachorros e gostaria de saber mais sobre eles, seus problemas com pulgas, etc. e da solução de Frontline.

Lelinha Medina disse...

Olá pessoal! Só vim aqui dizer que esse blog é muitoooooo shooowww nossa aprendo um monte de coisas aqui! Aproveitando que eu estou aqui mesmo, vim recomendar que vcs acessem o Blog dos Dinos e Bichos que também é sobre animais e curiosidades sobre animais entre outras coisas. O link é >>> http://blogdosdinosebichos.blogspot.com.br/

postagens mais lidas

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails