quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

a origem do voo - parte 2

Como é que um animal consegue alçar voo? como a evolução pode produzir uma asa inteira? se a evolução é um processo lento de acumulação de mutações e seleção natural, como ele pode construir um complexo aparelho de voo como das aves? 
Vimos na primeira parte como o voo surgiu entre os insetos e se diversificou e ploriferou tanto, que em 350 M.A de evolução não conseguiram derrubar o gene do voo. Agora, como aves surgiram e por que de tantas delas voarem hoje? e os antigos e extintos répteis voadores, os pterossauros, os primeiros vertebrados a alçar voo? As aves hoje se dividem em dois grupos: as ratitas, as aves que não voam como emas, quivi e avestruzes, e as Carenatas, que são as que voam, como as corujas, pombos e beija flores. o nome desses dois grupos vem do fato de as aves ratitas não possuírem carena no osso esterno, e as carenatas possuirem. Mas atenção, aves como pinguins estão no grupo das carenatas, pois apesar de não voarem, tem suas asas adaptadas para o voo, atividade que desempenha grande esforço em suas asas. Mas como as aves evoluiram? é provavel que tenham vindo de dinossauros apesar de houver controversia. Mas de qualquer forma, sabemos que o ancestral de aves, ou mais especificamente galinhas, tinham dentes e caudas. Como sabemos? se vemos o embrião de uma galinha em seu estágio de desenvolvimento ainda, dentro do ovo, vemos que ele possui dentes, e uma cauda longa. Cientistas tentam parar essa degeneração de dentes e cauda durante o desenvolvimento do embrião para ter uma galinha com dentes e cauda. E realmente, algumas vezes galinhas nascem com dentes sem intervenção humana. Nos ultimos anos de avanço na área da paleontologia, temos feito incriveis descobertas sobre dinossauros, uma das mais memoravéis é a descoberta da verdadeira aparencia dessa extinta ordem de répteis. Descobrimos que essa ordem na verdade tem mais a ver com aves do que com répteis como tinhamos primeiro imaginado, como sendo primitivos e brutos lagartos gigantes, cujas imagens foram espelhadas em esculturas em Londres, no parque do palácio de cristal, que ainda estão lá para visita. Eles mal podiam imaginar o que descobrimos. A anatomia de dinossauros era mais semelhante a das aves, do que de qualquer outro réptil vivo ou extinto. Por exemplo, a maior parte dos Dinossauros tinha osso ocos e leves, que é comum entre aves. E ainda temos evidências de que boa parte deles tinham penas. Mas como o voo surgiu, como as asas surgiram, afinal, se evolução é um lento processo de acumulação de mutações aleatórias, e que não poderia formar uma asa inteira, pra que serviria meia asa. Bom, se observamos em lagartos (como na imagem acima) veremos que para escapar de predadores eles podem planar, e existem até cobras que planam, pois possuem a aerodinâmica perfeita para isso. então, através desse processo de melhoração para adquirir melhor aerodinâmica para planar a cada vez maiores longas distancias, o voo poderia, finalmente, surgir. mas, se o voo surgiu dessa maneira, deveriamos encontrar fósseis de répteis com tantas caracteristicas de aves e de répteis. E achamos, o fóssil do archaeopterix abalou a comunidade cientifica, lindamente preservado, mostra o que poderia ser pena em seu redor. Ele provavelmente fora preservado sob cinzas vulcanicas, assim como o pequeno microraptor, um dromeossaurideo coberto por pena e, sua feição que chama mais atenção, é possuir quatro asas. mesmo assim, especula-se que essas duas espécimes não voassem, mas planassem, por longas distancias. 

 O voo é um avanço evolucionario de tanto sucesso que diversas espécie hoje usam e já usaram a capacidade do voo, como os pterossauros o fizeram  durante toda a era mesozoica, até serem extintos durante o evento KT, a 65 milhões de anos atrás. Hoje os mámiferos conseguem voar também, os mamiferos voadores são os Morcegos, parte da familía quiroptera, que abrange quase mil espécies de morcegos, de vampiros a frutívoros. Essa é a história do surgimento do voo no reino animal. E daqui a milhões de anos, possa ser que essa história tenha mais ainda para se contar

  • fontes  
  • Dinossauros - David Norman - L&PM Pocket Encyclopaedia 
  • Guia completo dos dinossauros do Brasil - Luiz E.Anelli 
  • Evolução - a Jornada da vida - BBC

Nenhum comentário:

postagens mais lidas

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails